Acompanhe @oteatromagico

    Contato p/ shows

    +55 (11) 3862.2375

    +55 (11) 3872.6753

    producao@oteatromagico.com.br

    show@oteatromagico.com.br

    Confira todos nossos produtos

    Lojinha

    Blog

    fev 14

    Canal do Público – Poesia de Augusto Dias

    Como se chama um poema?

    Escrevo para desaparecer
    Sob as frestas
    Da floresta insone;
    Através do labirinto
    Pop-cultural
    Onde, mais que a obra,
    O que sobra
    (E se pretende imortal)
    É o nome.
    Escrevo sobre a folha, poemas:
    Papel e caneta
    Matam minha fome.
    Os fonemas
    São amigos argutos,
    Vestidos de onomatopéias:
    Não são Césares
    Ou Brutus,
    Nem heróis de falsas odisséias.
    Escrevo para o mundo real
    Uma fábula sem importância:
    Quero desafiar, desmontar o banal
    Dessa gente fake
    E sem substância.
    Escrevo
    Para quebrar
    O espelho vazio,
    Esse frágil
    “Liame com o mundo”.
    Às vezes
    Sou como cão no cio;
    Minha poesia é a dama
    Beijando o vagabundo.
    O poema me chama
    Mas, como se chama
    O poema?
    Nesse teorema
    Não quero luzes
    Nem cruzes
    Na batalha da escrita:
    Que ninguém tema
    Minha certeira bala,
    Atingindo outra alma aflita.
    O poema grita
    Quando alguém o cala,
    E fala alto
    Quando se irrita.
    Reflita:
    Escrevo
    Para ”suscitar liberdades”;
    Nada que digo
    Cabe em mim
    E nunca sei
    Se há mentira ou verdade
    Tranqüilidade ou perigo
    No começo do meu fim.
    Escrevo para atravessar
    A linha tênue
    Que separa
    O espetáculo
    Do espetacular.
    Palavra por palavra
    O poema é receptáculo
    Daquilo que quero falar.
    Tento especular,
    Mas diante
    Da linha do tempo,
    Lentamente
    Minha poesia dá ré,
    Até
    Ré – começar.

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    jan 29

    Canal do Público – Poesia de Mariane Murase

    Coisas que a gente sente

    Inspiração é quando a mente da gente voa lá no alto e traz um presente.
    Felicidade faz o sorriso da gente parecer maior do que cabe na cara.
    O amor faz a alma dançar valsa dentro do corpo parado.
    Já a paixão faz a alma queimar enquanto o corpo estremece.
    E a raiva endurece o corpo enquanto a alma escurece.

    A saudade faz o coração da gente parecer um intruso dentro do peito.
    A nostalgia faz o passado virar presente e não deixa a gente nunca viver o futuro.
    O arrependimento faz o mundo ser cinza e a culpa ser toda sua.
    A solidão escurece tudo em volta e só sobra você e ela.
    A tristeza dói de um jeito que não cabe no peito e escorre na cara.

    O medo é incerteza ou certeza em excesso.
    E a incerteza maior que existe tem nome de vida.
    E a certeza de que a morte é certa faz a dúvida parecer mais bela.

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    dez 12

    Canal do Público – Poesia Valdir e Clara

    Acreditem-se, amanheçam brilhando mais forte
    Saibam que são um tanto bem maior
    Sonhem, sonhem, sonhemos
    E acordemos pra dentro
    Se o ontem acabou, passou, já foi.
    Daqui a pouco nem existe ainda, nem começou.

    E a gente só tem agora pra poder se declarar,
    Pra poder criticar, pra poder olhar no olho,
    Pra poder se confessar, pra ser e estar.
    Porque se hoje estamos aqui juntos
    Quando poderÍamos estar em qualquer outro lugar
    Juntando todos numa festa só
    Pra ver como nossos amigos viraram nossos heróis
    Uma porção de gente rara, pra ver uma trupe de OZ
    Transformando todos em extensão do palco

    Fazendo nos pensar no que se perde enquanto os olhos piscam
    E reunidos, mostramos um pouco mais de nós
    Conseguindo trasnformar o nome em verbo
    Nos unindo para cantar, pular, refletir
    E que a partir da porta de saída, todos
    Continuemos mostrar na cobrança
    A postura, atitude e amadurecência
    E a tudo isso dizemos que é TEATROMAGICAR.
    Mas, porém, contudo,todavia, entretanto (all ever)… quando muitos entenderem
    QUE A POESIA PREVALECE
    Ai sim será com enorme prazer que deixaremos de ser raros
    Porque com certeza como diz o poeta

    Sem Horas e Sem dores:

    A GENTE SE MERECE

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    dez 07

    Canal do Público – Poesia de Ana Carolina da Silva

    Noite de caça

    Me desfaço em fumaça
    E me confundo
    Me camuflo no breu do céu
    Quero a rua
    Sou qualquer coisa que vaga
    Que flutua errando
    Te busco
    Eu só procuro
    E quando acho, não laço.
    Não sou densa
    Não me encaixo
    Eu só te busco
    Até mesmo enquanto durmo
    Eu só te caço
    Assim, sem armas
    Sem tocaia já pensada
    Eu penso tanto
    E nunca sei como te tocar
    E te convencer a vir comigo
    Eu me enfureço
    Pois procuro e encontro
    Sem qualquer recompensa
    Ando flutuando assim, descompensada
    Mas pensando que a caça compensa.
    Te busco
    Eu só procuro.

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    nov 30

    Canal do Público – Poesia da Thais Bernardini

    E quando o sol repousar entre montanhas não tenha medo
    Mesmo na ausência serei presente
    Vou te vigiar a cada instante
    Serás minha continuação!

    Vou te ninar mesmo que distante
    Serás minha eterna inspiração

    Estarei no seu leito,
    Não ao teu lado, mas dentro de você
    Sou teu sangue e parte de você me pertence
    Assim como pertenço a ti

    Serei grata a cada riso
    E nas diversas trocas de olhares direi o quanto te amo
    Descansando minhas palavras em teus ouvidos
    Até repousar entre meus dedos

    Contemplarei teu sono
    E despertarei em risos, em ti.

    Quando existir, criança,
    Não quererei mais nada
    Apenas que me ame.

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    nov 29

    Canal do Público – Poesia de Rafael Souza

    “De cena em cena,
    De hora em hora,
    A vida segue assim…

    De ato em ato,
    De fato, um fato:
    Hoje estou aqui!

    Nesse cenário trágico
    mas o meu teatro é mágico

    Faz da tristeza, alegria
    E da palavra, poesia

    E eu? Apenas um personagem
    Um passageiro nessa viagem

    Cara pintada,
    alma lavada
    corpo fechado

    Que vê
    o que se vê
    e o imaginado

    E assim sigo sonhando…
    Quem sou eu?
    Um simples Fernando.

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    nov 28

    Novidade!

    Bom dia!
    Pensando em como chegar ainda mais perto de vocês, vamos inaugurar hoje o publicotm@gmail.com !
    Este será mais uma porta de acesso ao TM!
    Como?
    - Você pode enviar fotos com a trupe, montagens e fotos de shows, as melhores farão parte do nosso álbum no Facebook (http://migre.me/c71YJ);
    - Podem enviar textos, poesias, frases uma palavra inventada! Aqui qualquer trova é poesia! Os melhores farão parte do nosso blog, sempre com créditos para o autor ok?
    - Videos de shows, de montagens, do seu papagaio cantando ‘Camarada D’água’ – entre outros! Estes também farão parte do nosso blog, que a partir de hoje terá muitas novidades.

    REGRA – Não vale enviar pedido de show, pauta para imprensa e assuntos que não são ligados aos tópicos acima ok?

    Então simbora preparar seu material e enviar para: publicotm@gmail.com

    “Sintaxe à Vontade”

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    nov 28

    Grande Sarau de Aniversário – Cine Joia

    Em 2012 O Teatro Mágico completa 9 anos de estrada, e para comemorar a trupe resolveu voltar as suas origens e transformar o Cine Joia em um “Grande Sarau”. Inspirado no O Teatro Mágico descrito na obra “O Lobo da Estepe” do alemão Hermann Hesse, um local para encontros inusitados e com entrada apenas para os loucos e raros, assim Fernando Anitelli tem traçado os passos da companhia artística que fundou e é sucesso por todo o país. Para comemorar os quase 10 anos de estrada a trupe escolheu o Cine Joia para uma noite com a proposta de um grande sarau, onde haverá a oportunidade de diversos encontros e a participação de todos presentes nessa noite completamente diferente. A banda realizará algumas entradas, uma jam instrumental com os músicos da trupe como Daniel Santiago e Thiago do Espírito Santo que prometem agitar o público e ainda Fernando Anitelli e seu Trio e o trabalho irreverente do violinista Galldino Ocptopus, tudo isso com a possibilidade de palco livre para intervenções poéticas e performances dos circenses que acompanham a trupe, além de convidados que marcaram a trajetória da banda. Uma noite completamente diferente, com entrada para raros, loucos, amigos e admiradores do trabalho do grupo. “Se Lembrar de celebrar muito mais…!”

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    nov 23

    Nota de Esclarecimento – Show de Itapetininga

    No dia 14 de Dezembro de 2012, na casa de shows RED OAK CLUB, estava marcado um
    espetáculo do O Teatro Mágico.

    O show foi cancelado pela produtora O Teatro Mágico Produções Artísticas Ltda devido a
    roteiros de logística da banda.

    A empresa Red Oak Club, cumpriu com todas as exigências constantes em contrato.

    Os fãs que compraram ingressos para o show podem procurar o ponto de venda para receber
    o dinheiro de volta.

    A produtora avaliará outra data da realização desse show para daqui 3 meses.

    Agradecemos a compreensão de todos.

    O Teatro Mágico Produções Artísticas Ltda

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }
    nov 14

    Nota de esclarecimento – Show de Franca

    No dia 26 de Outubro de 2012 a banda e a produção do O Teatro Mágico chegaram a cidade de Franca para fazer um show CONTRATADO pela empresa VINICIUS HUKUMOTO DA SILVA ME.
    O show aconteceria no PIER 888.
    No dia do evento a produtora O TEATRO MÁGICO PRODUÇÕES ARTÍSTICAS LTDA notificou o cancelamento do espetáculo devido a problemas técnicos. A CONTRATANTE não atendeu o Rider Técnico do O Teatro Mágico conforme contrato, inviabilizando a realização do show.
    Durante o dia (26/10/2012) a produtora tentou reverter a situação para que através de adaptações o show ocorresse.
    Infelizmente a empresa VINICIUS HUKUMOTO DA SILVA ME não colaborou para que as adaptações ocorressem.
    A produtora O TEATRO MÁGICO PRODUÇÕES ARTÍSTICAS LTDA efetuou o cancelamento do show pois está resguardada através de Contrato.
    Após o evento fomos alertados que o CONTRATANTE possui muitos problemas na cidade por conta de cancelamento de shows. Não é o primeiro ou segundo show cancelado da empresa.
    O TEATRO MÁGICO PRODUÇÕES ARTÍSTICAS LTDA não fará mais acordo de show com a empresa VINICIUS HUKUMOTO DA SILVA ME.
    A CONTRATANTE é a responsável pela devolução dos ingressos vendidos para o público.
    Não foi somente o público quem saiu prejudicado financeiramente, a produtora também com prejuízos financeiros e morais.
    Ressaltamos que os fãs devem procurar a empresa VINICIUS HUKUMOTO DA SILVA ME para receber o valor do ingresso que comprou.
    O TEATRO MÁGICO PRODUÇÕES ARTÍSTICAS LTDA já entrou com os devidos procedimentos judiciais e legais para que o CONTRATANTE faça o ressarcimento por danos morais e materiais.
    O Teatro Mágico é uma banda séria e não admite que empresas como esta falte com respeito ao público e toda produção envolvida.

    { Clique aqui para comentar este post - 0 comentários }